Uma Odisseia Pelo Ulisseia

Nos passados dias 26 e 27 de Maio, a VenusMonti atravessou a Alameda da Universidade e foi participar no Ulisseia, o Festival de Tunas dos nossos vizinhos de Letras, organizados pela AEFLUL e pelas tunas da Faculdade: A Real Académica Tuna Acapella e a Inoportuna.

A primeira noite foi dedicada às serenatas, a valer para o prémio Ofiúsa, atribuído pelas moçoilas da R.A.T.A. à melhor serenata, e que a VenusMonti ganhou, com dois originais seus – a “Não Mais” e a “Linda Morena” – e uma adaptação da música do momento, “Amar Pelos Dois”. Depois das serenatas houve festa pela noite dentro, assim como uma passeata ao luar até ao hospital de Santa Maria, mas sem prejuízos de maior.

No dia seguinte, a VenusMonti continuou com a festa em conjunto com a TAFUL e a VivanTuna, tunas a concurso, e também com a Tunaliz, que participou extra-concurso. Por entre imperiais e rissóis, lá fomos tocando umas portuguesas, umas espanholadas e ainda umas tarantinadas, até à hora do espectáculo.

Chegou a hora da actuação, onde as tunas, em geral, apresentaram os seus reportórios ao público, e as tunas a concurso, em especial, se digladiaram pelos vários prémios apresentados. Da nossa parte, trouxemos o já mencionado prémio Ofiúsa e ainda o prémio de melhor solista.

Terminada a entrega de prémios, o público já se levantava dos lugares, mas ainda houve uns tunos da VenusMonti a subir a palco para dançar e saltar ao som de uma última música pelas tunas anfitriãs, terminando o espectáculo em grande. Depois da actuação, de novo festa e mais forrobodó, ao qual a tuna não faltou.

O Festival foi uma maravilha, dois dias cheios de festa que ficarão para sempre guardados nos nossos corações. Agradecemos, portanto, a todos quantos fizeram a festa connosco, e em especial à organização, que, apesar de se ter estreado por estas andanças festivaleiras, trabalhou bem e ainda teve energia para fazer o forrobodó connosco.

XVIII Encontro de Tunas de São Brás de Alportel – Uma Viagem pelo Al-Gharb

14991100_1237278192999181_476097882375446220_o

Neste fim de semana fomos passear até à terra de São Brás de Alportel. Saídos de Lisboa, chegámos a Albufeira, via Alfa-Pendular, pelas 21:15. A viagem foi bastante normal, com tempo para enviar mensagens a alguns membros, fingindo ser one-night stands esquecidas no nevoeiro do alcoolismo.
p_20161105_1325571Pernoitar no resort Villas Rufino não só deu para cantorias e regabofe noite dentro como mergulhos na piscina e torneios de ténis. Desta ocasião há a destacar os talentos do Federer dos Olivais e do Djokovic de Olhão, as eternas-promessas do ténis nacional.

 

Após um forte reforço alimentar no McDonald’s de Albufeira, seguimos viagem para Faro nos regionais algarvios, onde chegámos bem cedo, o que permitiu, sem receio de atrasos, termos como guia um tipo que não andava em Faro há quase uma dúzia de anos.

img_20161105_160225Antes de rumar  a São Brás, destino final desta epopeia, houve ainda tempo para embelezar o jardim da Alameda João de Deus. Ocupando uma dezena de cadeiras, tocámos músicas novas e velhas, distribuindo a folia e vivacidade que nos é tão característica.
No meio, as insígnias que carregamos para todo lado, as cores e bandeira da nossa Tuna e as cores da cidade de Lisboa, alma mater e berço da VenusMonti.
img_20161105_174118

Já em São Brás, coube-nos abrir o Encontro de Tunas Académicas de São Brás de Alportel, onde partilhámos palco com as Tunas Femininas Ferventis – Tuna Feminina da Universidade do Algarve, T.A.S.C.A. – Tuna Académica de Setúbal Cidade Amada e a Real Tuna Infantina.

Este evento, organizado pela Associação Cultural Sambrasense conta já com 18 edições, sendo um evento de Tunas de referência a nível regional e nacional na zona sul do país.

 

Uma vez em palco, pudemos apresentar, perante um Cine Teatro de São Brás lotado, o que melhor a VenusMonti faz, tocar e cantar.

img_20161105_192229

Um enorme obrigado à Associação Cultural Sambransense pelo convite, organização, festança mas, acima de tudo, pelas memórias e lembranças.

Um segundo agradecimento especial à Jéssica, colega da Faculdade de Direito de Lisboa, e à Andreia. Isto não teria tido tanta piada sem vocês.

 

 

“Vais parti-la…”

Doce Serenata

14642226_10153857713790986_441653253417461859_n

A VenusMonti tem cantado, e encantado, inúmeras donzelas com as suas serenatas nos seus 20 anos de existência. Todavia, contam-se pelos dedos de uma mãos as que tiveram uma exigência tão elevada como esta: Abrilhantar o dia de casamento dos noivos.

O momento proporcionou-se a convite do noivo, tendo sido prontamente aceite por nós.

 

Foi um prazer actuar no vosso casamento. As maiores felicidades na vida a dois.